Home Curta nossa FanPage Inscreva-se no nosso canal Siga no Twitter SindusCon-SP
5/9/2007
Saem os primeiros valores do novo CUB


Saem os primeiros valores do novo CUB;
 
O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil paulista registrou crescimento de 0,16% em fevereiro, em comparação a janeiro. Este índice ainda foi calculado pela antiga norma técnica NBR 12.721/99. O CUB é o índice oficial calculado pelo SindusCon-SP, que reflete a variação mensal dos custos do setor, para utilização nos reajustes dos contratos da construção civil.

A partir desta data, o SindusCon-SP começa a divulgar o CUB da construção do Estado de São Paulo de acordo com a nova norma, a NBR12.721/06, que vigora desde 1º de fevereiro.

No Estado de São Paulo, o novo CUB Representativo, escolhido para representar o custo médio do mercado residencial, será o do padrão R8-N, ou seja, o do padrão Normal R8. Ele corresponde a uma residência multifamiliar (prédio) com unidades de três dormitórios e duas vagas na garagem cada, situada em um empreendimento de 8 pavimentos-tipo, padrão normal, com 5.998,73m2 de área real e 4.135,22 m2 de área equivalente.

Em fevereiro, o CUB Representativo da construção civil paulista (R8-N) foi de R$ 695,02 por metro quadrado.

Para que possa haver tempo para a adaptação, o SindusCon-SP ainda divulgará, pelo período mínimo de dois meses, a variação dos diversos padrões do CUB pela norma anterior.

Dos 70 insumos da construção cujos preços são pesquisados mensalmente pelo SindusCon-SP, 13 apresentaram em fevereiro variação superior à do IGP-M, que foi de 0,27% no mês passado.

Entre os maiores aumentos no mês, figuram:

Registro de pressão cromado (+6,19%)
Tábua corrida de ipê para assoalho (+4,77%)
Alimentação tipo marmitex (+4,17%)
Tubo de PVC rígido rosca. (+2,93%)
Locação de betoneira elétrica (+2,74%)
Chapa compensado plastificado (+0,74%)
Tubo de cobre (+0,69%)

Clique aqui para conhecer os índices



Primeiros percentuais do novo CUB sairão em abril

Os primeiros percentuais da variação da nova norma do CUB, relativos a março, sairão no início de abril. Publicada pela ABNT em 28 de agosto de 2006, a nova norma é resultado de um amplo processo de revisão da NBR 12.721-1999 e mantém os seus conceitos teóricos básicos anteriores, mas apresenta profundas alterações em seu conteúdo, em virtude da sua obrigatória adaptação ao disposto na legislação e aos novos padrões arquitetônicos atualmente praticados no mercado imobiliário.

Buscou-se a modernização do indicador de custos da construção e melhor adaptação à atual realidade dos novos materiais de construção e do processo construtivo nacional. Merecem destaque, entre as principais alterações introduzidas, os novos projetos-padrão diferentes dos anteriores, e as despesas administrativas (representadas pelo salário do engenheiro), que serão utilizadas para o cálculo do CUB, junto com os custos dos materiais e da mão-de-obra.

Mais esclarecimentos técnicos: secon@sindusconsp.com.br ou 3334-5644.










Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo
Sede: Rua Dona Veridiana, 55 - Santa Cecília CEP 01238-010 São Paulo - SP - Telefone: (11) 3334 5600 • sindusconsp@sindusconsp.com.br

Bauru • Campinas • Mogi das Cruzes • Presidente Prudente • Ribeirão Preto • Santo André • Santos • São José do Rio Preto • São José dos Campos • São Paulo • Sorocaba