Inovação

iCON Hub fecha parceria com o Blockchain Research Institute do Brasil

Como primeira atividade desta parceria será realizada no SindusCon-SP a palestra “O Blockchain na construção”

Por Rafael Marko 09/03/2018 15:47:29

O SindusCon-SP, por meio do iCON, primeiro hub da construção no Brasil, fechou parceria com a Blockchain Research Institute (BRI) do Brasil para ingressar a partir de 8 de março no Polo de Excelência em Blockchain.

De origem canadense, o instituto propõe o desenvolvimento do conhecimento em torno do blockchain e suas possibilidades nos negócios na construção, no varejo, na indústria, nos serviços, na saúde e na tecnologia.

IMG_7664Como primeira atividade desta parceria, o presidente do BRI Brasil, Carl Amorim, fará a palestra “O Blockchain na construção”, exclusivamente para representantes das empresas associadas do SindusCon-SP, no dia 19 de abril, das 10h às 12h, na sede da entidade (em breve mais informações).

Estas ações foram definidas em visita feita por Amorim naquela data ao SindusCon-SP, quando foi recebido pelo presidente José Romeu Ferraz Neto e pelos vice-presidentes Francisco Antunes de Vasconcellos Neto e Eduardo Zaidan. A reunião abordou as inovações que a tecnologia blockchain vem trazendo ao mundo dos negócios e as amplas oportunidades futuras que se abrem para toda a cadeia produtiva da construção mediante sua adoção.

Engenheiro e mestre em Administração, com MBA em Finanças e pós-graduado em Marketing, Amorim também traduziu para o português e editou o best seller de negócios de 2016 Blockchain Revolution, de Don Tapscott. Nos últimos 12 anos, trabalhou com organizações distribuídas em rede, participando de projetos como TEIA MG, Laboriosa 89 e Rede da Engenharia.

O que é
Blockchain é um tipo de Base de Dados Distribuída (BDD) que guarda um registro de transações permanente e à prova de violação. A base de dados blockchain consiste em dois tipos de registros: transações individuais e blocos. Pode ser entendido como uma espécie de livro contábil virtual que registra vários tipos de transações e possui suas informações espalhadas.

Um bloco é a parte atual do blockchain onde são registradas algumas, ou todas, as transações mais recentes e uma vez concluído é guardado no blockchain como base de dados permanente. Toda vez que um bloco é concluído um novo é gerado. Existe um número incontável de blocos no blockchain que são conectados uns aos outros – como uma rede – onde cada bloco contém uma referência para o bloco anterior.

Esta tecnologia sustenta o bitcoin e outras criptomoedas e tem atraído cada vez mais a atenção de grandes instituições financeiras, empresas e governos por sua segurança descentralizada, aumentando a segurança das transações e mitigando riscos de falhas.

As transações feitas com o uso de blockchain são validadas quando todo um bloco é preenchido com elas, permitindo a movimentação dos valores, assegurando que cheguem ao seu destino e que uma moeda não seja usada mais de uma vez. O blockchain é público: qualquer pessoa pode verificar e auditar as movimentações lá registradas.

Segundo Amorim, o blockchain pode, por exemplo, servir para registrar e operacionalizar a parte financeira de toda a comercialização dos insumos destinados à realização de uma obra de engenharia. “Isto permitirá a eliminação de taxas e intermediários, bem como a redução de burocracias e custos nos departamentos de compras, contas a pagar e a receber dos diversos elos da cadeia produtiva do setor”, comentou. “Cadeias de suprimentos serão resignificadas.”

Hub da construção
IMG_7657Na reunião, Romeu Ferraz apresentou as inovações que o SindusCon-SP vem realizando para ampliar sua base de associados e trazer uma série de benefícios aos mesmos. O vice-presidente Vasconcellos relatou que o iCON está sendo implementado pela entidade e Serpa operado a partir de sua sede. Será um ponto de conexão do ecossistema da construção, unindo os segmentos de indústria, comércio e serviços do setor com universidades, institutos de pesquisa, empresas de tecnologia da informação e comunicação, startups, investidores e entidades de fomento da inovação.

Além de gerar e disseminar novos conhecimentos e soluções, a iniciativa vai oferecer cursos, acelerar projetos de startups e promover rodadas de negócios e hackathons (competições visando à busca de soluções tecnológicas), tornando o setor mais inovador, colaborativo e eficiente.

Com a colaboração e fotos de Enzo Bertolini









Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br