Para SindusCon-SP, Supremo acerta ao manter imposto sindical facultativo

29/06/2018 12:26:08

O SindusCon-SP manifesta apoio à decisão de hoje (29) do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a não obrigatoriedade do imposto sindical. Desde abril de 2017, o sindicato se posicionou a favor do fim da sindical compulsória para empresas e trabalhadores, formalizada pela Reforma Trabalhista.

“A manutenção da facultatividade definida pelo STF deve pacificar o assunto”, afirma o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto. “A modernização das relações de trabalho não pode mais se apoiar na existência de mais de 17 mil entidades sindicais.”

Para o SindusCon-SP, a reforma trabalhista ajudou a fortalecer os sindicatos que efetivamente atuam por suas categorias, dando liberdade a empregadores e trabalhadores de se associarem aos sindicatos que de fato os representem. “Grande parte dessas entidades não representa senão seus dirigentes, que vão se perpetuando em sua condução e utilizando-as para fins particulares”, acrescenta Romeu Ferraz.

Sobre o SindusCon-SP
O SindusCon-SP é a maior associação de empresas do setor na América Latina. Congrega e representa 1.374 construtoras associadas de diferentes portes em todo o estado. A construção paulista representa 26,5% da construção brasileira, que por sua vez equivale a 4,9% do Produto Interno Bruto do Brasil.

Assessoria de imprensa SindusCon-SP
Enzo Bertolini
ebertolini@sindusconsp.com.br
(11) 3334-5659









Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br



Rua Dona Veridiana, 55

Santa Cecília,

São Paulo,

01238-010

(11) 3334-5600

sindusconsp@sindusconsp.com.br